História da empresa

Visão “World Corp”: a fusão entre Daimler-Benz e Chrysler (1995 – 2007)

Em 1995, o novo Presidente do Conselho de Administração, Jürgen E. Schrempp, iniciou um realinhamento estratégico do grupo, uma vez que muitas das unidades de negócio existentes não desfrutavam de uma posição competitiva favorável. O portfólio foi focado na divisão com a Fokker, vendendo a Dornier Luftfahrt GmbH e dissolvendo a AEG. Este movimento, juntamente com medidas destinadas a aumentar a competitividade, teve como objetivo fortalecer o poder aquisitivo do grupo, que agora se concentrava na mobilidade automotiva, transporte e serviços.

Estender os negócios principais, complementando-os com novos produtos e serviços, e melhorando a posição competitiva em termos globais, teve prioridade sobre os novos campos de negócios.

Fusão da DaimlerChrysler AG

Tendo em conta o avanço da globalização, entre outras coisas, a produção de automóveis foi retomada em Tuscaloosa em 1995 e, em 1998, foi anunciada a fusão com a Chrysler Corporation para formar a DaimlerChrysler AG. A intenção da fusão era salvaguardar a competitividade a longo prazo das empresas envolvidas.

Alteração de nome para Daimler AG

Em outubro de 2007, uma assembléia geral extraordinária aprovou a mudança de nome da DaimlerChrysler AG para a Daimler AG. Aproximadamente 99% dos 5.000 acionistas reunidos votaram a favor dessa mudança. A renomeação da empresa envolveu renomear também as instalações de produção e as organizações de vendas na Alemanha e no exterior. O princípio orientador por trás dessa mudança de nome foi a necessidade de fazer uma distinção clara entre a marca da empresa Daimler e as várias marcas de produtos do Grupo.

Cerca de dois anos depois, em 27 de abril de 2009, a Daimler AG também renunciou à participação de 19,9% que havia inicialmente retido na Chrysler.